Dr. Rafael Parente

Osteoporose: entenda e previna

osteoporose

Você já deve ter ouvido falar em osteoporose, uma doença que causa a perda progressiva da densidade óssea. O problema, geralmente associado ao envelhecimento, faz com que os ossos do corpo fiquem enfraquecidos, aumentando o risco de fraturas.

Apesar de não ter cura, existem tratamentos que podem ajudar a melhorar a qualidade de vida do paciente e diminuir o risco de fraturas e outros problemas associados à osteoporose. Abaixo,explico algumas das principais informações sobre o assunto.

Causas e fatores de risco

A osteoporose costuma ocorrer principalmente em pessoas idosas. O problema pode ocorrer em ambos os sexos, mas atinge especialmente as mulheres depois da menopausa por causa da queda na produção do estrogênio.
Outros fatores que podem favorecer o surgimento da doença são, por exemplo, doenças autoimunes, disfunção da tireoide e deficiência de cálcio.

Alguns hábitos negativos também podem aumentar as chances de desenvolver a doença, como sedentarismo, má alimentação, ingestão excessiva de bebidas alcoólicas e tabagismo.

Sintomas da osteoporose

Muitas vezes a osteoporose se desenvolve no organismo sem apresentar sintomas, e é identificada apenas quando está em uma fase mais avançada. Como a doença deixa o osso poroso e fraco, ele não consegue suportar um esforço ou trauma,  o que leva a uma fratura espontânea.

Como prevenir a osteoporose?

Uma das formas de prevenir a doença é adotar um estilo de vida mais equilibrado, com alimentação equilibrada e boa ingestão de cálcio e exposição ao sol para fixar a vitamina D no organismo.

Evitar ingerir bebidas alcoólicas em excesso e o tabagismo também ajudam. Além disso, é importante incluir atividades físicas na rotina, seja musculação ou algum esporte de sua preferência, que irá ajudar a manter o corpo em movimento e fazer a manutenção do organismo.

Tratamento

O diagnóstico e tratamento deve ser realizado por um médico ortopedista. Em geral, é indicado o uso de medicamentos que irão ajudar a produção de massa óssea, no objetivo de fortalecer os ossos e prevenir fraturas. O médico também poderá avaliar se o consumo de cálcio e vitamina D, importantes para os ossos, estão adequados.

A mudança de hábitos também pode ser uma indicação, como a inclusão de atividades físicas na rotina, que irão ajudar a aliviar os sintomas da doença e a fortalecer o organismo.

Leia também:

É bursite ou tendinite? Entenda a diferença

3 formas de melhorar a saúde dos ossos

Sobre o Dr. Rafael Parente

Médico ortopedista e traumatologista, especialista em cirurgia do ombro e cotovelo co atuação no Distrito Federal. Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Atua com tratamento cirúrgico de fraturas do ombro e cotovelo, infiltrações articulares, tratamento de lesão do manguito, luxação no ombro ou cotovelo, epicondilite, bursite, lesão do bíceps, lesão do peitoral, lesão do tríceps e dores no ombro em geral.
Atende na Clínica de Ortopedia, Traumatologia e Especialidades (COTE), no Hospital Santa Lúcia Norte e na Elev Ortopedia Especializada, em Brasília. Para mais informações,  clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
SIGA MEU INSTAGRAM

Powered by Evolua Doutor