Dr. Rafael Parente

Lesão do manguito rotador: saiba como tratar problemas nos tendões do ombro

Lesão do manguito rotador

Você já ouviu falar sobre a lesão do manguito rotador? Com a função de estabilizar e propiciar os movimentos do ombro, o manguito rotador é o conjunto de músculos e tendões que revestem a cabeça do úmero – maior osso da parte superior do corpo e que liga o ombro ao cotovelo. Os quatro tendões são chamados de subescapular, supraespinhal, infraespinhal e redondo menor, que se originam no osso chamado escápula e se vão até a parte superior do úmero.

Você sabe quais fatores podem aumentar as chances de uma lesão neste local e o que fazer para tratá-la? Confira abaixo as principais informações sobre a lesão do manguito rotador:

Como ocorre a lesão do manguito rotador?

Diversos fatores podem resultar na lesão. Ela pode ocorrer em pessoas que realizam movimentos repetitivos com o braço elevado, seja ao fazer exercícios físicos ou no desempenho de atividade profissional, como a de pintores. O problema também pode ser causado por fatores biológicos, que fragilizam esses tendões, degeneração natural causada pelo envelhecimento e até fatores ambientais, como tabagismo, obesidade e distúrbios metabólicos. Traumas, fraturas ou luxações no ombro podem criar lesões ou piorar as já existentes.


Tipos de lesão

O grau da lesão do manguito rotador varia. As inflamações ou tendinite no local são consideradas lesões mais leves, enquanto as mais graves resultam na ruptura parcial ou total do tendão. A lesão é dividida em três estágios: a fase 1, que apresenta edema, inflamação e hemorragia, a fase 2, com quadro de fibrose e tendinite, com ou sem lesões parciais, e a fase 3, com ruptura completa do tendão, associada a alterações ósseas.


Quais os sintomas da lesão do manguito rotador?

Um sintoma frequente é a dor no ombro. Em geral, ela aparece na face lateral do ombro de forma mais tímida e piora de forma progressiva. É comum que a dor se torne mais intensa e frequente durante a noite. Os sintomas variam conforme o grau da lesão, mas os pacientes também podem sentir perda de força no braço e crepitação. Em casos mais extremos, alguns pacientes relatam incapacidade de levantar o braço.


Diagnóstico e tratamento

A análise do problema deve ser feita por um especialista em Ortopedia e Traumatologia, que avalia o relato e os sintomas do paciente e pode solicitar exames.

O tratamento varia de acordo com o grau da lesão. Poder ser indicado o repouso e o uso de analgésicos e anti-inflamatórios para atenuar dores. Alguns casos são tratados com fisioterapia, reforço muscular, enquanto outros requerem cirurgia.


Como prevenir a lesão do manguito rotador

Para prevenir esse tipo de lesão é indicado fortalecer os músculos da região do ombro, seja pela prática da musculação ou de esportes e exercícios específicos, sob orientação de um profissional da área. Fatores como obesidade e tabagismo também colaboram para o surgimento do problema. Dessa forma, adotar um estilo de vida mais equilibrado, incluindo alimentação e hábitos saudáveis a rotina, também ajudam.

Sobre o Dr. Rafael Parente

Médico ortopedista e traumatologista, especialista em cirurgia do ombro e cotovelo co atuação no Distrito Federal. Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Atua com tratamento cirúrgico de fraturas do ombro e cotovelo, infiltrações articulares, tratamento de lesão do manguito, luxação no ombro ou cotovelo, epicondilite, bursite, lesão do bíceps, lesão do peitoral, lesão do tríceps e dores no ombro em geral.
Atende na Clínica de Ortopedia, Traumatologia e Especialidades (COTE), no Hospital Santa Lúcia Norte e na Elev Ortopedia Especializada, em Brasília. Para mais informações,  clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
SIGA MEU INSTAGRAM

Powered by Evolua Doutor