Dr. Rafael Parente

Como prevenir quedas e fraturas em idosos

Como prevenir quedas e a fraturas em idosos

Hoje quero falar sobre como prevenir quedas e fraturas em idosos.
Embora seja um tanto comum, as quedas durante a terceira idade podem ter efeitos sérios e devastadores nos mais velhos. Em razão do envelhecimento natural ao longo dos anos, o organismo está mais enfraquecido, com ossos e articulações mais frágeis. Assim, quedas e acidentes podem causar fraturas, contusões e até levar à necessidade de internação para o tratamento.

Como prevenir quedas e fratura em idosos

Prevenir esses acidentes não é tarefa simples, porque há muitos fatores envolvidos, e pode ser preciso lidar até mesmo com a resistência de alguns idosos. Por isso, listo aqui algumas dicas simples que podem ajudar na prevenção. Confira:

  • Não deixe obstáculos espalhados, como calçados, fios ou bancos pela casa. Como a visão pode estar mais comprometida, o idoso pode não ver o objeto e acabar tropeçando.
  • Tente deixar o caminho livre, sem móveis que exigem desvio para a passagem.
  • Cuidado com itens que podem ser escorregadios, como tapetes e chinelos e pantufas com sola lisa.
  • Mesmo à noite, é importante manter alguma luz acesa. No caso de o idoso precisar buscar água ou ir ao banheiro, a iluminação ajuda a evitar acidentes.
  • Mantenha em dia os exames do idoso e fique de olho para que ele tenha uma ingestão adequada de cálcio e vitaminas importantes como a D.
  • Avalie a necessidade de instalar corrimão, suportes e barras de apoio nos cômodos, como no banheiro.
  • Na hora de tomar banho, é interessante manter um banco dentro do box, de material firme. Isso pode fazer a diferença em caso de tontura ou fraqueza durante a atividade.
  • Se for possível, é importante que o idoso mantenha o corpo em movimento. Aulas de dança, alguns exercícios e até caminhadas (mesmo que mais leves) podem ajudar o organismo e evitam o sedentarismo.
  • Lembre-se que fadiga, confusão mental e episódios de tontura podem aumentam o risco de quedas e acidentes, e pode ser preciso redobrar a atenção.
  • Mantenha um telefone ou celular próximo do idoso, caso ele precise pedir ajuda em uma emergência.

Claro que as adaptações levam algum tempo e certo investimento, mas a segurança de nossos entes queridos é fundamental. Garantir que eles tenham um espaço adequado e receptivo para aproveitarem a terceira idade influencia na qualidade de vida e até mesmo no humor.

Portanto, invista em prevenção para prevenir quedas e fraturas em idosos e proporcionar mais qualidade de vida a eles.

Leia também:

Dor no ombro na terceira idade

Osteoporose: entenda e previna

3 formas de melhorar a saúde dos ossos

Sobre o Dr. Rafael Parente

Médico ortopedista e traumatologista, especialista em cirurgia do ombro e cotovelo co atuação no Distrito Federal. Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Atua com tratamento cirúrgico de fraturas do ombro e cotovelo, infiltrações articulares, tratamento de lesão do manguito, luxação no ombro ou cotovelo, epicondilite, bursite, lesão do bíceps, lesão do peitoral, lesão do tríceps e dores no ombro em geral.
Atende na Clínica de Ortopedia, Traumatologia e Especialidades (COTE), no Hospital Santa Lúcia Norte e na Elev Ortopedia Especializada, em Brasília. Para mais informações,  clique aqui.

As informações disponíveis neste site possuem apenas caráter educativo e não substituem a consulta com um médico.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
SIGA MEU INSTAGRAM

Powered by Evolua Doutor