Dr. Rafael Parente

Artrose no ombro: saiba como identificar e prevenir

Tido como um processo natural de envelhecimento, a artrose se caracteriza como uma doença das articulações que ocorre devido ao desgaste e a degeneração das cartilagens. O quadro pode ser acompanhado também por alterações na estrutura óssea na região.

Além do avanço da idade, já mencionado, a artrose pode ser ocasionada por diversos fatores, como o excesso de peso, a repetição de esforços físicos e a realização de esportes sem a orientação correta.

O problema pode aparecer nas mãos, joelhos, coluna, e, um dos mais frequentes, nos ombros. Nesse último caso, o paciente pode sentir dor e inchaço e perceber estalos na região, além de dificuldade em realizar movimentos com o ombro. Vale lembrar a importância de se procurar um especialista adequado, já que quanto antes for feito o diagnóstico correto e for iniciado o tratamento adequado, melhor e mais eficaz deve ser a recuperação. Por isso, o especialista deve ser escolhido conforme a região do corpo em que a dor aparece.

Normalmente, o problema afeta pessoas com mais de 40 anos. Muitas delas não apresentam sintomas ou os sentem de forma leve. As queixas, em geral, vão aumentando progressivamente conforme a idade.

Entre esses sintomas, os pacientes relatam dor nas articulações, que começa aos poucos e aumenta de intensidade, além de rigidez, diminuição e perda de flexibilidade, estalos na região e inchaço. Muitas vezes, no começo do problema, a dor só é sentida quando a pessoa realiza um movimento, e some depois de alguns minutos.

Em relação ao método para a melhora do quadro, cada caso deve ser analisado individualmente por um profissional especializado. Embora não exista um tratamento que evite o surgimento do problema ou retarde sua evolução, o hábito de praticar atividades físicas, principalmente com exercícios aeróbicos, como caminhada e natação, é importante para amenizar os sintomas, proporcionando ao paciente maior qualidade de vida.

O uso de analgésicos e ácido acetilsalicílico podem ajudar em períodos de dores mais fortes, mas devem ser utilizados apenas junto do acompanhamento de um médico. Em alguns casos, o procedimento cirúrgico é uma possibilidade para a recuperação.

 

Sobre o Dr. Rafael Parente

Médico ortopedista e traumatologista, especialista em cirurgia do ombro e cotovelo co atuação no Distrito Federal. Membro da Sociedade Brasileira de Ortopedia e Traumatologia e da Sociedade Brasileira de Cirurgia do Ombro e Cotovelo. Atua com tratamento cirúrgico de fraturas do ombro e cotovelo, infiltrações articulares, tratamento de lesão do manguito, luxação no ombro ou cotovelo, epicondilite, bursite, lesão do bíceps, lesão do peitoral, lesão do tríceps e dores no ombro em geral.
Atende na Clínica de Ortopedia, Traumatologia e Especialidades (COTE), no Hospital Santa Lúcia Norte e na Elev Ortopedia Especializada, em Brasília. Para mais informações,  clique aqui.

Compartilhe:

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on pinterest
Pinterest
Share on linkedin
LinkedIn
SIGA MEU INSTAGRAM

Powered by Evolua Doutor